retorna
  :: Notícia selecionada
21/05/2018  Ecoeficiencia na extração do mosto de uva
SÉRGIO GERLACH KONRAD
Engenheiro Mecânico, Engenheiro Metalurgista, Engenheiro de Segurança do Trabalho  / RS - PORTO ALEGRE

Este artigo correlaciona o rendimento (eficiência econômica) com a ecoeficiência (eficiência econômico-e-ambiental) na extração do mosto de uva. Os resultados demonstram que o rendimento de extração do mosto de uva, não é suficiente para expressar a rentabilidade econômica deste processo. Quando se considera uma visão mais ampla, analisando os impactos para realizar o produto, o resultado medido através da ecoeficiência, é diferente. A pesquisa para subsidiar este artigo abrangeu pesquisa bibliográfica e estudos de caso, isto é, uma abordagem teórico empírica, em duas vinícolas do Rio Grande do Sul, produtoras de vinho e suco em proporções diversas. Nestes casos, o processo da vinícola A de maior rendimento, consome proporcionalmente mais insumos diretos que o processo da vinícola B de menor rendimento, porém mais econômico nos insumos diretos. Como resultado, sob a ótica econômica-e-ambiental, considerando apenas os insumos diretos ambas apresentaram a mesma ecoeficiência. Com isto se sinaliza que, a análise dos processos sob a ótica da ecoeficiência, contribui para a competitividade do setor vinícola e uma economia sustentável, emergindo como um fator de importância, paralelo à qualidade e segurança.

Palavras-chave: Eficiência econômica. Eficiência econômica-e-ambiental. Ecoeficiência.  Rendimento. Mosto de uva.


SÉRGIO GERLACH KONRAD
Engenheiro Mecânico, Engenheiro Metalurgista, Engenheiro de Segurança do Trabalho  / RS - PORTO ALEGRE

Indique esta Notícia enviando o Link:
http://www.creadigital.com.br/portal?idNtc=357733323837


 retorna


 :: Pesquisa Noticias
contenha a palavra 

pesquisar
opções
avançada



Copyright 2007  -   contatocreadigital@creadigital.com.br  -   privacidade